Junior Frigometal

ACOMPANHE AS NOVIDADES

Antes do produto final: A Indústria da Carne

Na sociedade em que vivemos, a carne é um alimento de extrema importância na dieta de todos os povos, indiferentemente de qual seja o seu tipo. Quem a consome, muitas vezes, nem imagina como funciona todo o processo até que o produto chegue nas prateleiras dos mercados e açougues. Sua produção é feita por uma indústria altamente especializada, composta por vários profissionais que trabalham muito para a carne chegar ao cliente final, que é o consumidor. É uma indústria que busca sempre por inovação, maior qualificação de funcionários, melhoria de equipamentos e precisa estar dentro das normas sanitárias, respeitando o meio ambiente.

Na indústria de carnes a matéria-prima são os animais e o ciclo de processamento começa com a chegada do gado vivo e seus derivados nos currais. Descansados e com a dieta concluída, os animais são encaminhados para dentro do frigorífico, onde são pesados e inspecionados. Após essa parte de inspeção e verificação, o animal é conduzido para a sala de abate, os funcionários passam por uma higienização completa e preparam a higienização dos equipamentos, da estrutura, da instalação e dos utensílios. Toda essa higienização é necessária por conta da contaminação. As carcaças então são submetidas a limpeza e enviadas para outras salas. De acordo com cada organização e/ou empresa, a carcaça pode ficar sujeita a um retalhamento mais específico antes ou depois do resfriamento. Os cortes mais pequenos são encaminhados para o mercado ou armazenados nas câmaras de congelamento nos estoques de reserva.

Já a recepção das aves, deve ser realizada de maneira mais rápida possível para que o estresse pré-abate diminua. Além disso, os nebulizadores precisam ser acionados, para que a umidade esteja normal e então, evitar que as aves morram por sufocação. O próximo passo é a pendura, na qual os frangos são pendurados pelas pernas em suportes ligados a nórea. Para evitar lesões nas coxas, o manejo das aves deve ser firme e cuidadoso para que o animal não se debata, podendo se machucar. São várias etapas no processo de abate das aves para que a carne seja então encaminhada para nosso consumo, como o atordoamento, a sangria, a escaldagem onde as aves são mergulhadas em um tanque de água quente sob agitação, a depenagem, a evisceração que é feita a inspeção federal para verificar a sanidade das aves, corte dos pés, resfriamento e, por fim, o gotejamento. Na sala de cortes, é feito uma predefinição dos cortes dependendo da demanda do mercado, passando para a parte da embalagem que pode ser do frango inteiro ou de partes específicas (coxas, asas, etc).

Os frigoríficos são a base da indústria de carnes. Para operar de forma adequada e correta um frigorífico, é necessário instalações caras e conhecimentos especializados, tanto na parte técnica, quanto mercadológica, além disso, é necessário que a empresa tenha um capital circulante ativo. Todos esses fatos descritos são apenas uma parte de como funciona um frigorífico, existe ainda muito trabalho produzido e realizado até que a carne esteja no seu prato, pronta para ser consumida. A inovação tem sido um fator-chave para o sucesso das empresas da indústria de carne e a Junior Frigometal dispõe de todos os aparatos necessários para atender toda a demanda de clientes, sempre desenvolvendo projetos inovadores afim de proporcionar maior facilidade e praticidade. E é por conta de todo esse investimento em tecnologia dos equipamentos e especialização dos funcionários que a empresa é destaque no setor, sempre em conformidade com as exigências de normas regulamentadoras e oferecendo produtos de qualidade e durabilidade garantida.